Sara Lou, nome feminino, de origem ribatejana e olhos perspicazes.

Sou uma ilustradora e designer que sem saber que o queria ser, sabia que queria desenhar “para todo o sempre”. Em criança trocava os brinquedos por lápis de cor, em adolescente as tecnologias pelos diários gráficos e mais tarde as saídas à noite pelas manhãs cedo a desenhar. Sou uma madrugadora por natureza e encontro a minha paz e inspiração no silêncio e luz fraca das manhãs. Gosto de retratar emoções humanas e inspirar-me em quem se cruza comigo. É certo que já se cruzaram comigo num café de Lisboa a resolver bloqueios criativos desenhando o mundo à vista. Tenho um amor secreto por árvores que transfiro para as ilustrações com a fusão ser humano-natureza. 

Licenciada em design gráfico e pós-graduada em ilustração artística. 

Sou designer de profissão desde 2016, e ilustradora freelancer paralelamente (e sempre que posso, em simultâneo). Tenho um carinho especial por ilustração de livros infantis, ilustração editorial e identidades gráficas para eventos.

“O céu é para quem não desiste de voar”, Miguel Ribeiro (romance)

“Guia Literário de Baião”, um guia ilustrado feito em colaboração com o Bairro dos Livros, para a Câmara Municipal de Baião.

“Uma viagem à terra da Fada”, Helena Sanches (livro infantil)

Em lançamento “E se eu cair?”, Catilina Moreira (livro infantil)

Publicação independente “Ilustrário do amor próprio”, uma coletânea de 69 ilustradores que dão cor a expressões para masturbação feminina.

“Seis lendas com Legendas”, um livro que conta as lendas da região Cávado no âmbito do projeto “Cultura para todos no Cávado” (projeto colaborativo de 6 ilustradoras)

“O dia inicial”, coleção de postais comemorativos dos 50 anos do 25 de Abril, em colaboração com o Município de Grândola.

Colaboração com o Grupo LEYA em vários  Projetos de Português para o 5º e 1º ano.

Ilustração e conceção gráfica do álbum “A caminho de casa” dos Magano.

Workshop de cerâmica para ativação de marca do restaurante Casa Graviola.

Participação na exposição comemorativa do centenário da autora Ondina Braga no âmbito do Braga em Risco de 2022.